O SAT Agora é Obrigatório em São Paulo: Você Sabe Como Isso Impacta o Seu Negócio?

Com a portaria CAT 108, publicada pela Secretaria da Fazenda de São Paulo, tornou-se obrigatória a emissão de Cupom Fiscal Eletrônico (CF-e) por estabelecimentos que faturaram mais de 81 mil reais no ano passado.

Por causa da mudança, passa a ser obrigatório também a utilização do Sistema de Autenticação e Transmissão (SAT), ferramenta fundamental para a emissão da CF-e e que traz mais praticidade e transparência para as empresas. Entenda melhor como isso vai funcionar e quais as vantagens o seu negócio terá!

SAT-CF-e

Fonte: E Gestora

O que é o SAT

O termo SAT é designado para o sistema responsável por transmitir os dados da compra realizada pelo seu cliente para a Fazenda. Ele é um pequeno acessório que fica conectado ao Ponto de Venda (PDV) – é parecido com um modem de Internet – e armazena as informações fiscais sobre a compra que o cliente acabou de fazer (na forma de um arquivo) e, em no máximo dez dias, envia os dados para o fisco.

Na prática, funciona assim: o cliente realiza uma compra; os dados da transação são enviados para o SAT, que por sua vez manda a informação para o fisco (a Secretaria da Fazenda). E todas essas informações ficam acessíveis pelo cliente através de um QR Code.

É por isso que juntamente com o SAT, em todo esse processo é fundamental contar com uma impressora de CF-e. Isso porque a emissão do cupom eletrônico também passou a ser obrigatória e, além disso, o QR Code que dá acesso às informações guardadas no SAT e transmitidas à Secretaria da Fazenda consta no cupom!

Mais agilidade com menos custos

A principal vantagem da adoção do Sistema de Autenticação e Transmissão é trazer mais transparência e agilidade para o processo de enviar dados fiscais da empresa para Fazenda. Antes, essa ação era realizada por um contador ou mesmo pelo próprio lojista, que reunia as informações de forma manual, criava o arquivo e, então, enviava-o para o fisco. Como resultado, era comum ocorrer erros, inconsistências e, claro, gastar muito tempo e investimento.

Já com a utilização do SAT Fiscal, todo esse processo se torna automatizado – o próprio aparelho armazena as informações, cria os arquivos e envia os dados para o fisco. Assim, a sua empresa consegue poupar tempo, dinheiro (pois não é necessário contratar um contador, por exemplo) e elimina as possibilidades de erro humano. Dessa forma, seu negócio conta com mais agilidade, economia e ainda proporciona transparência para o Estado e também seus clientes.

Portanto, a obrigatoriedade do SAT só tem a agregar qualidade para o funcionamento das empresas, desde que, claro, elas se adaptem a essa nova realidade e, o mais importante, contêm com equipamentos qualificados que proporcionem performance de ponta e segurança. Um ótimo exemplo é o SAT Bematech RB- 1000 FI, com tamanho compacto, ótima capacidade de armazenamento e funcionalidades que garantem a proteção dos dados.